| Principal | Índice na Revista Pandora Brasil | home



|   Índice na Revista Pandora Brasil   |   Índice na página literária  |


Nota explicativa sobre os poemas para Helena


MAIS UM SONETO PARA HELENA


Quando chegar o tempo de teus últimos dias,
Ronsard o disse em verso e Neruda repetiu,
lerás tranqüilamente um caderno de poemas
que em outras primaveras um tal Jorge te escreveu.

Tuas amigas indagarão: Quem te deu essas poesias
de aspecto envelhecido que sempre estas lendo?
O sol resplandecerá e entrará pela janela
e ainda as andorinhas em tua sacada aninharão.

Lembrarás sorrindo nossas cotidianas alegrias,
uma infinita tesura invadirá teu coração,
se encherão teus olhos de um brilho perspicaz...

E com um velho fogo reacendido nas veias,
e sentindo outra vez meus beijos acarinhando-te os lábios,
“um homem que me amou” simplesmente dirás.



Poema de Jorge Luis Gutiérrez (Chile)
Poema publicado no Livro
“Fragmentos de Ternura, Filosofia e Desterro”
São Paulo - 2006




Nota explicativa sobre os poemas para Helena